fbpx

Daí em diante Jesus começou a pregar: Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo (Mateus 4.17).

As primeiras palavras de uma pessoa são muito importantes, assim como as últimas também são. A primeira mensagem do Senhor foi a mesma de João: Arrependei-vos. 

A palavra “metanoia” se origina do grego metanoia, que vem da união de metá, que significa depois; e noia, que significa pensamento, intelecto. A interpretação literal seria “mudar o próprio pensamento”. No grego, metanoia significa “mude a forma de pensar, volte ao juízo” e, no hebraico, “volte à origem”. Voltamos à origem quando mudamos nossa forma de pensar.

2019 - Horários das reuniões:

Primícias para os comprometidos com Deus: domingo às 09h, 15h e 18h em todos os templos
Vigília do Melhor da Terra: Segunda às 7h, 9h, 15h e 19h30 em todos os templos
Troca de Coração: Terça às 7h, 9h, 15h e 19h30 em todos os templos
Renovação do Entendimento: Quarta às 7h, 9h, 15h e 19h30 em todos os templos
Quinta de Guerra: Às 7h, 9h, 15h e 19h30 em todos os templos
Deus que Sara: Sexta às 7h, 9h, 15h e 19h30 em todos os templos
Disk-Vida:(11) 3296-9449 - Ligue e receba vida!

Palavra de

Vida e Fé:

Volte à origem - Edição Fevereiro 2019

artigo - 01jan2019-artigo-emanuel-2.jpg

artigo - 01jan2019-artigo-vlte-origem-189x200.jpg

Daí em diante Jesus começou a pregar: Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo (Mateus 4.17).

As primeiras palavras de uma pessoa são muito importantes, assim como as últimas também são. A primeira mensagem do Senhor foi a mesma de João: Arrependei-vos. 

A palavra “metanoia” se origina do grego metanoia, que vem da união de metá, que significa depois; e noia, que significa pensamento, intelecto. A interpretação literal seria “mudar o próprio pensamento”. No grego, metanoia significa “mude a forma de pensar, volte ao juízo” e, no hebraico, “volte à origem”. Voltamos à origem quando mudamos nossa forma de pensar.

Jesus chegou dizendo: “Eu começo uma nova aliança, propondo uma nova forma de pensar”. 

João Batista, que abriu caminho para o Senhor, era uma figura diferente de tudo que existia: emblemático e fora do comum, ele era diferente do mundo e da religião, da turma religiosa. Não se parecia com nada e, com certeza, isso tudo era um propósito para que além da mensagem, a imagem fosse impactante. Princípio do Evangelho de Jesus Cristo, o Filho de Deus, conforme está escrito no Livro do profeta Isaías: Enviarei a tua frente o meu mensageiro, ele preparará o teu caminho. Voz do que clama no deserto, preparem o caminho para o Senhor, façam veredas retas para ele.Assim surgiu João, batizando no deserto e pregando um batismo de arrependimento para o perdão dos pecados. A ele vinha toda região da Judeia e todo povo de Jerusalém confessando os pecados e eram batizados por ele no rio Jordão.João vestia roupas feitas de pelos de camelo, usava cinto de couro, comia gafanhotos e mel silvestre (Marcos 1.1 ao 6). João pregava para multidões, muitos publicanos se converteram, soldados, ele pregou para fariseus e saduceus, que eram os religiosos da época, dizendo: Deem fruto que mostrem o arrependimento! (Mateus 3.8). 

Ele confrontou Herodes, foi o grande evangelista, corajoso, ousado, seguro do seu propósito e chegou, como disse, diferente de tudo, pregando metanoia. Deem fruto de metanoia, deem fruto de mudança. É preciso mudar esse modelo mental e assim, acontecer uma transformação espiritual. 

A turma religiosa estava agarrada à bênção genética, pois a segurança deles estava no fato de serem da descendência de Abraão. E João disse que não: …é preciso dar fruto de mudança! Impossível ir além sem metanoia, sem mudança de mentalidade, sem renovação mental. Tanto que logo após Jesus vencer a tentação no deserto, as primeiras palavras d’Ele foram:  Arrependam-se!   Metanoia! Mudem a mentalidade, mudem a forma de pensar, voltem ao juízo! João chegou pregando que era preciso uma ruptura com a forma de pensar do sistema religioso. Ele indicava a necessidade de que cada pessoa se dedicasse à mudança. Era hora do homem livrar-se de rituais e apegos religiosos, e voltar-se para o Senhor. Jesus veio para nos reconciliar com Deus, para que tenhamos um relacionamento com Ele. Jamais entenderemos o que é nascer de novo se não houver um processo de mudança de mentalidade. Nicodemos, ficou impactado com a frase de Jesus: É necessário nascer de novo e, perplexo, pergunta ao Senhor: Como isso é possível? 

Nicodemos nada entendia do novo nascimento. E Jesus disse a ele: Você é  mestre em Israel e não entende essas coisas? (João 3.10). Nicodemos era mestre em Israel, teólogo importante, professor, mas a mente não tinha sido renovada. É necessário uma volta à origem, de quando o homem se relacionava com Deus no princípio, antes do pecado entrar em cena. Existia relacionamento! É comum vermos pessoas que foram criadas em lar cristão, acostumadas com tudo relacionado à religião, à igreja, até mesmo com um estereótipo de cristão, mas não experimentaram a metanoia de Deus. 

No último e mais importante dia da “Festa dos Tabernáculos”, ao ver um povo apático e vazio, cumprindo com rituais, com certeza, com o coração doído, Jesus Se levanta e brada em alta voz: Se alguém tem sede venha a mim e beba. Quem crer em mim, do seu interior fluirão rios de água viva (João 7.37 e 38). Jesus diz, também, à mulher samaritana: Mas quem beber da água que Eu lhe der, nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna (João 4.14). Jesus deixou claro que, n’Ele, a sede é saciada e que do interior flui um rio de água viva. Quem bebe desta água se torna uma fonte que jorra sem cessar. É nesse contexto que explico o fato de uma pessoa chegar sem ter nada para oferecer… nem para ela e, a partir do encontro que tem com Jesus, encontra uma força, uma vida, um poder que a restaura, e ela se torna um canal de vida, de força, de alegria para outras pessoas. 

A primeira pregação de Pedro também foi metanoia. Pedro respondeu: Arrependam-se (Atos 2.38). A conversão genuína vem dessa mudança de mentalidade. Paulo pregou metanoia e insistiu muito nesse princípio, que é preciso uma renovação mental, mudar o modo de pensar. A mentalidade tem que mudar. No passado Deus não levou em conta essa ignorância, mas agora ordena que todos, em todo lugar, se arrependam (Atos 17.30)Em Romanos 12.2 diz também: Não se amoldem ao padrão desse mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, perfeita e agradável vontade de Deus. 

Precisa haver disposição em investir nisso, sabendo que nós temos graça, favor do Senhor e toda ajuda do Espírito Santo. Paulo diz: Pois n’Ele vivemos, nos movemos e existimos (Atos 17.28). Quando recebemos Jesus como nosso Salvador, assim deve ser a nossa vida: vivemos para Ele; nos movemos e existimos para Ele. Nossa vida deve ser para Cristo, nossas decisões, atitudes, escolhas alinhadas aos padrões de Jesus. O sentido da nossa vida deve ser encontrado n’Ele. Quando esse entendimento toma conta da gente, nada mais importa, porque o que importa já está em nós. Eu penso que em algumas pessoas essa chave não virou; é certo que mudança é como uma chave que precisa virar na  nossa mente. Quando nós O amamos, estamos dispostos a nos moldar. 

Vivemos num mundo de aparências, que muitos estão mais preocupados em mostrar mudanças do que vivê-las; lembremos, entretanto, que nós, cristãos, somos a luz deste mundo, o sal desta terra, os embaixadores, e não podemos pensar da mesma maneira. O que controla nosso comportamento é a nossa mente. A mentalidade determina o padrão de comportamento e o nosso padrão, o nosso modelo é Cristo. Paulo disse: Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem que se corrompe por desejos enganosos, a serem renovados no modo de pensar e a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade, provenientes da verdade (Efésios 4.22 ao 24). 

Maria Madalena experimentou metanoia, foi liberta de sete espíritos, passou a seguir Jesus, encontrou o seu propósito e seus valores mudaram. Ela ajudava a sustentar o Ministério do Se-
nhor, foi a primeira a saber da ressurreição, a mentalidade  foi completamente mudada e o destino dela foi curado. Muda a fé, muda a visão, os resultados mudam. A mulher flagrada em adultério… o próprio Paulo que era Saulo, terrível perseguidor da igreja! Aliás, Paulo é um dos maiores exemplos de metanoia, tanto que ele investiu muito nesse tema. 

O profeta Isaías, quando viu a glória de Deus, teve a consciência profunda de quem ele era e disse: Ai de mim, pois sou um homem de lábios impuros… (Isaías 6.5). Quando a glória de Deus lhe foi revelada, quem ele era também foi revelado, pois é assim que acontece, quanto mais revelações de Deus você tem, mais você também tem de si mesmo. 

O processo de mudança, metanoia, é algo dinâmico, constante e não estático. A transformação da nossa mentalidade é fundamental. Deus a exige para que possamos compreender e entrar no Reino d’Ele e isso acontece através da Revelação, não apenas com informação, e traz para nós perdão, cura, uma nova vida. Deus nos chama para isso! 

Existe uma vida abundante à disposição, mas não vamos desfrutar da boa, agradável e perfeita vontade d’Ele se não formos transformados através da reno- vação mental. Porque a forma de pensar influencia totalmente o comportamento. E não podemos dizer que a mente mudou , que entendemos, se nosso comportamento não mudou. É preciso mudar o padrão mental e não há para onde ir, só é possível encontrar vida e salvação em Jesus. Pedro ainda disse isso, quando muitos discípulos abandonaram o Senhor, por não suportarem a mensagem pregada. Jesus então olhou para os doze e lhes perguntou se eles queriam ir embora também e Pedro respondeu: “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens a palavra de vida eterna” (João 6.68). 

Devemos nos oferecer em sacrifício vivo. Jesus é a porta, a vida, a solução, a fonte de tudo que necessitamos para a vida. Não há para onde ir!

Conte com as minhas orações sempre. 

Cléo Ribeiro Rossafa

Mensagem diária

O poder da ressureição está sobre nós. Não há o que temer! O mesmo poder que levantou Jesus dos mortos vivem em nós! Creia nisso e viva essa fé !!!

Artigos:

Leia-os por inteiro!

Mudança de Vida - 52 dias - edição julho 2019

Mudança de Vida

Mudança de Vida é um livro escrito durante um período de reclusão total absoluta que Cléo Ribeiro Rossafa fez em jejum e oração, 41 dias e 40 noites ininterruptos.
Foi totalmente direcionada pelo Espírito Santo, Companheiro Superior, Absoluto, pois nessa reclusão Ele foi sua Única Companhia.
Vá em frente nesta leitura! Acredite que o Deus da Bíblia transforma vidas hoje!

Fácil localização, dispõe de amplo estacionamento com lanchonete e livraria.

Compartilhe nas redes sociais.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter

Mudança de Vida

Um novo estilo de vida

Nossa Localização

  • Rua Taquari, 995, Mooca, São Paulo, SP
  • Cep: 03166-001
  • +55 11 3296-9449
  • atendimento@mudancadevida.org

Copyright 2018 - Portal Mudança de Vida. Todos os direitos reservados.

Fechar Menu